11 de setembro de 2012

Ciência das Artes Marciais: Inspiração Animal

Há algum tempo a National Geographic (NatGeo) está passando um episódio da série Ciência das Artes Marciais com o subtítulo Inspiração Animal, que enfoca os estilos de kung fu dos animais. Sei que já é um pouco antigo, mas devido à qualidade do trabalho ele deve ser citado em nosso blog.
O intuito dos cientistas da NatGeo, neste episódio, é comparar as habilidades dos artistas marciais ao poder de ataque e defesa dos animais reais.


O programa começa com uma especialista no estilo da serpente medindo agilidade e velocidade com uma cascavel albina através de um teste ao golpear um alvo móvel. E acreditem, ela venceu o serpente!

Em seguida um exímio praticante do estilo da garça testa seu equilíbrio esquivando-se de estrelas ninja em cima de postes nada estáveis, para depois testar um golpe usado como asa de garça para quebrar dois blocos de gelo e conseguir mais de 600 Kg de potência.

O estilo do louva-a-deus é o próximo, onde o mestre tenta capturar moscas utilizando sua velocidade e impressionando até o o cientista. Quantas moscas você acha que ele pegou?

O macaco é sem dúvida o mais acrobático e desenvolto em obstáculos no alto, sendo capaz de amortecer quedas muito superiores à capacidade normal humana.

Por fim, o Tigre, cuja força é surpreendente e ferocidade arrebatadora. No momento em que apenas brincava o tigre desferiu um golpe no equipamento de medição que deixou todos atônitos, menos o praticante do estilo referente ao animal, pois ele superou tal força com sua patada humana. O teste seguinte permitiu demonstrar a força dos dedos de quem pratica esse estilo, perfurando um boneco que simula a carne humana.

Veja abaixo os vídeos dessa matéria da NatGeo.
Obs.: As vezes o vídeo é bloqueado no YouTube e esses links abaixo podem ficar desatualizados. Por favor nos informe caso isso ocorra.